Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

3ª Maratona de Manteigas Taça de Portugal Sport Zone XCM


Boas pedaladas,

Para mim esta maratona em Manteigas seria especial e foi!

Ao pequeno-almoço registava uma glicemia de 88 mg/dL o que me fez avançar para um pãozinho com marmelada, acompanhado de sumo de pacote e leite com café.

Coloquei a LUX no carro pus o Miles Davis a tocar para mim e fiz-me à estrada, uma hora e meia de jazz escolhido por mim. As placas indicadoras da Maratona na vila de Manteigas, colocadas pela Airbike, mostravam onde tudo era, muito organizado.

Uma prova em que a presença de atletas de topo nacional era garantida. Com eles ou se fala no inicio ou só no final, mal dão a partida é vê-los lá na frente, só no final é que param depois de passar o cronometro. Quando levantava o dorsal tive oportunidade de desejar "boa sorte" a José Silva, campeão nacional de XCM.

Manteigas no coração do Parque Natural da Serra da Estrela fica a sensivelmente 800 metros de altitude. O acumulado da meia maratona era de 1250m, considerável, havendo alturas em que se subia durante vários km seguidos...


Colocado na última box, para os atletas não federados, a partida foi dada às 10h, com bastante publico a dar muita "força" nos primeiros km em alcatrão rapidamente iniciamos "as subidas" pelo km 13 já devorava uma banana para não me faltarem as forças que ainda iria necessitar.

Sorte para mim que subo consideravelmente bem, leve, com a LUX mais leve que eu, tornaram esta meia maratona menos penosa mas as subidas eram por largos kilometros que nos faziam penar em alturas que depois da curva, a subir, havia mais um pouco da encosta que pedalar, alturas houve em que a inclinação, ainda, era maior...

Depois da 1ª ZA, onde enchi pela 2ª vez o bidom, devorei outra banana e uma barra de cereais e foi descer vertiginosamente para tornar a subir agora bem mais alto, até alcançarmos os 1438 metros de altitude. Durante estas inclinações tive de recorrer a uma barra de chocolate e outra de cereais com muita água à mistura, pelo calor que se fazia sentir na "alta" montanha.


Antes da 2ª ZA os comissários colocaram o seu "visto" no dorsal já os trilhos eram mais planos e os travões mais utilizados, mesmo assim recorri ao bolso para um gel de frutas, soube-me a puré de pêra, na embalagem dizia que era para dar força e bem precisei, tanta subida e esforço aumentaram a minha necessidade de restabelecer as forças, na 2ª ZA repeti outra banana, onde estavam a anunciar uma receita “especial de água com sais”, fazendo alusão ao meu equipamento informei que as bebidas com açúcar nas provas de BTT, em mim, provoca-me uma sensação de hiper-glicemia que me faz umas cãibras indesejáveis, assim sendo pedi água e mais uma barra!

Manteigas estava perto mas as descidas tão inclinadas como as anteriores subidas, fizeram "escaldar" discos e pastilhas, as pernas, os braços os punhos e os dedos.

Tive oportunidade de retirar uma foto de Manteigas lá em baixo, parecia pequena, nem sabia o que ainda tinha de descer. Uma parte final bastante técnica, já muito rolada, com a terra muito solta, coloquei-me consideravelmente atrás do selim onde qualquer toque de travão poderia dar origem a uma queda em precipício. Realizei essa situação e pensei: “não seria no final de 40Km que me iria arranhar todo”, assim em determinadas partes desci da bike para evitar "sujar o equipamento". Os últimos metros foram uma nova ascensão até à meta onde se aguardava pelos atletas.


Foram, só, 42 km onde a ingestão de calorias foi grande, pelo valor baixo de glicemia em jejum, normal redução de unidades de insulina e o pequeno-almoço com marmelada fez-me sair às 10h com um valor de glicemia elevado (medi às 9:30h), mas pelo esforço despendido durante as 3 horas, já normal em mim, no banho já acusava os típicos sinais de suores frios de hipo-glicémia fazendo-me avançar para um almoço completo.


Fiquei para a entrega de prémios, sendo constante o chegar de atletas vindos de 80 km muito duros em que os declives sucessivos deixavam "moça" no corpo. Fiz novamente conversa com o que viria a retomar a liderança da taça de Portugal XCM, José Silva, apreciando bastante a sua frontalidade sobre as amizades do FB, são tantos que não é possível conhecer pessoalmente todos, já eu depois deste fim-de-semana posso dizer o contrário.

Pedaladas boas,
casf

CLASSIFICAÇÃO - Veteranos A Não Federados / Meia Maratona 40km
26 - Dorsal 803 com 3h 26:16min

English:


Good rides,

For me, this marathon it was special and it has been!

At breakfast I registered 88mg/dL blood glucose, made me go for bread with jam always with juice and milk with coffee.

I put the LUX on my car and Miles Davis playing for me and went for the road, one hour and a half of jazz chosen by me. On Manteigas village the MTBsigns, placed by Airbike Organization, shown where everything were.

This event where on top national athletes presence was guaranteed. With them or we talking at the beginning or at the very end, barely they give the start we see them up ahead, just stop at the end, after they passing the stopwatch. When I lifted my dorsal I had opportunity to wish "good luck" to José Silva, XCM national champion.

Manteigas in the heart of Serra da Estrela mountain Natural Park is about 800 meters above the sea. The half marathon was an climbing cumulated of 1250m, handsome, most of the times went up for several km followed...

Placed on the last box, for not federed athletes, the start was given at 10am, with enough people giving the "power" in the first kms, soon we started "rising", at 13km I already eat a banana to don't missing any forces that I would still require.

I climb pretty well, slight, with the LUX lighter than me, made this half marathon less painful but the rises were for long kms, were we suffer, some bends, always rising, there was another bits of slopes to pedal some them higher...

After the 1st ZA, where I filled for 2nd time my water bottle, I ate another banana and a cereal bar and went tumbling but now doing a climb much higher now, until we reach 1438 meters of altitude. During these slopes I had to eat a chocolate bar and other of cereals with plenty of water, for the warmth it was in the "high" mountain.

Before 2nd ZA the FPC (Portuguese Cyclist Federation) commissioners put me their "seen" as the tracks were more flat and the brakes more widely used, yet I resorted to my pocket for a fruit gel, pear purée, the packaging said it was to give strength, I well needed, ascents and effort both they increased my need to restore some strength, on the 2nd ZA I repeat another banana, where they announce a recipe "water with special salts," alluding to my equipment, I reported them that drinks with sugar in mountain biking events, to me, gives me hyperglycemic makes me unwanted cramps, therefore I asked for water and another bar!

Manteigas was close but serious descents, as the previous climbs, "burning" discs and pads, legs, arms, wrists and fingers.

I was able to take a picture from Manteigas down there, it seemed small, and I neither knew what had yet to descend. A final rather technical section, extremely loose with the land, I set me significantly behind my saddle where any hint of braking could lead to a serious fall. Realized this and I thought, "would not be in the final 40km that I would scratch me all over" I went down of the bike in certain parts to avoid "dirty my equipment." The last meters were a re-ascent to the finish line where everyone waited for the athletes.

There were only 42km where the calories I intake was high, because of the low blood sugar value in fast, normal insulin units reduction and my breakfast with jam made me leave at 10am with a high blood glucose value (measured at 9:30am), but the effort expended during the plus three hours cycling, normal for me, at bath time I accused my typical signs of hypoglycemic making me move to a full breakfast.

I stayed for the podium ceremony, constantly arriving riders from 80km Marathon, very hard from the faces expression. I did talk again with as taking again the XCM Portugal Cup leadership, José Silva, quite enjoying your candor about the friendships of FB, so many that isn’t possible to know everyone personally, since this weekend I can say the opposite.

Cycling good,
casf

Sem comentários:

Enviar um comentário