Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

Bolsos, precisamos deles cheios!!!

Boas pedaladas,

No treino do dia 12/02 tive uma sintomatologia se hipo-glicémia (como não tinha o medidor, só, não pude confirmar os valores), nada anormal em mim, esta, foi-se desenvolvendo com o passar dos kms, minutos, horas, a fadiga foi sendo total, geral…

Em jejum registei 156 mg/dL.

Reduzi as unidades de Mixtard 30 ® e “agarrei-me” a umas torradas com doce de abóbora e noz (com açúcar refinado), acompanhado com leite e café de máquina, acabado de fazer, que pelo cheiro que se espalhou pela cozinha me fez terminar com uma falia de bolo caseiro, enfim, um pequeno - grande - almoço.

No total foram 48.7 km em 2:40 h à média de 17.9 km/h.

O caricato da situação (ainda bem que assim foi) prende-se com o seguinte, já que as hipos me são frequentes, por mais equações de terceiro grau que faça, quase nunca me escapo a uma.

Note-se que ao km 20 comi uma banana, aos 24 kms a barrita, aos 25 kms um rebuçado (com açúcar), por último ao km 29 o meu SOS (um pacote de açúcar), que mesmo assim, aparentemente, não me fez subir os valores de açúcar no sangue, daí que o rolar até casa foi penoso, confuso e em baixíssima performance.

Existiram dois erros fulcrais que cometi;

a) Mesmo depois de notar que estava a ficar com hipo, continuei em frente;
b) Não raciocinei no que trazia, nos bolsos, para combater a “coisa”.

Podia ter pago bem caro, quando se caí de coma (ainda nunca caí), já só acordamos com a ajuda de alguém, a gravidade aumenta quando treinamos sozinhos e em lugares isolados...

Lá diz o ditado: GORDURA é formosura. Encham os bolsos, previnam-se.

Pedaladas boas,
casf

Sem comentários:

Enviar um comentário