Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

A recuperação de uma hipo


Agredeci também ao Parkpre (Bruno), Rush, JMSS (um miúdo de 14 anos) e ao portugaracer.


Boas pedaladas,

Camilo o JMSS já deu o seu contributo e se alguns dos que nos “visitam” fizessem o mesmo, estou em querer que mais e diferentes narrativas iríamos ter.

É com algum receio que vos comento valores, a muita gente isto faz um pouco de impressão, valores tão altos, tão baixos, mas o certo é que cada organismo é único!

Camilo se tiver oportunidade de ler a minha crónica da prova do Norte Alentejano em Avis, refiro uma hipo que me aconteceu e cuja recuperação foi, bastante, lenta (bolachas, as descidas do percurso, açúcar, barras… até deu para por a conversa em dia com quem tirava fotos da prova), antes da prova medi uns 239 mg/mol, com receio de uma câimbra ou outra, meti 2 unidades de insulina rápida, rato, ainda, comi uma sandes e um “plátano”!

O facto de não vos acontecer amiúde, a mim, rara é a prova, em que participo em que não me sinto algo hipoglicémico. Isso sim, tento sempre medir antes (se a prova é longa, durante) e no final, para saber o que ingerir e assim evitar os estados extremos (hipo e hiper).

FRISO, cada organismo é único e a resposta que dou ao meu, perante uma situação, pode não ser a aconselhada, a benéfica, a mais eficaz para outra pessoa.

Uma vez o meu médico de família, pessoa séria, atende-nos em qualquer circunstância, mesmo fora do seu horário de trabalho, disse-me;
Carlos deves colocar sempre as mesmas unidades, no entanto, se vais fazer desporto, já sabes que deves comer mais!
Acrescento eu, em função do esforço que vamos despender!!!

Quanto a formulas, NÃO HÁ matemática que nos valha!

A RECUPERAÇÃO de uma hipo pode variar. Há que aguardar pacientemente… Só depois voltar a pedalar, o organismo nos dirá se estamos prontos para o “sprint” final até a meta!!!

O episódio do 112 é estranho logo na sua essência, mas caramba, infelizmente os telejornais dão, vários, relatados da confusão que por vezes surge entre as instituições que todos “financiamos” para nos socorrerem quando mais se precisa… Infelizmente acontece!!!

i Ter alguns amigos informados da nossa situação e possíveis ocorrências. Açucar debaixo da língua pfv!!!
! Alterações do estado de animo, por vezes, são sinónimos de hipo "camufladas".


Sem comentários:

Enviar um comentário