Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

IRONMAN 70.3 Cascais Portugal


Bom desporto,
Em Dezembro de 2016, já na meta, após terminar a Corrida dos Madeiros, a São Silvestre de Castelo Branco, numa conversa de amigos ouvi que Cascais iria receber o Ironman 70.3 no próximo ano.
Referi uma coisa do género “isso é a cereja no topo do bolo de qualquer amante do desporto, mas eu sou diabético e não posso comer muito bolo…”.

Desportista amador sem um seguimento profissional no plano nutricional e físico, e diabético, a iniciativa era atrevida, mas “atirei a seta”!
As garantias financeiras vieram de apoios já de longa data, mas numa conversa informal no trabalho e do que represento para os colegas surge a garantia para fazer a inscrição, fruto do que cada um retirou do seu salário. Criou-se assim os logo "amigos da diabetes".
Foi um fim-de-semana louco, 2200 atletas, mais de 70 países, a entrega dos sacos de transição foi passado para as 4:30h de Domingo, o dia da prova. Com 4 horas de sono a minha diabetes ia dando noticias - hiper - com contagem de hidratos feita e a correção tomada, as devidas reduções pelo esforço que iria despender, é aquela parte da “tabuada”, aliada ao tiro no escuro, mas sabendo qual é o alvo que se pretende acertar… Mas os nervos!!!

A natação era o "handicap", saí na última “caixa” a dos mais de 45min. para fazer os 1,9Km de natação que no meio tinha uma “australian exit” - uma passagem a correr pela praia e nova entrada na água para o resto do percurso.
Nos 40K da bike parei para corrigir a glicémia, não descia, sem comida, só bebia eletrólitos e água. Mais de 45min. para a tendência começar a descer, já a chegar à nova transição para a corrida, comecei a comer.
Aqui foi a loucura, 5K para lá e 5K para a baía outra vez, com o público a “puxar” pelo teu nome em várias línguas, a família a apoiar, um som ensurdecedor. A chave é o controlo, o FreeSyle Libre é impar, vamos a par de tudo, acho que não falhei nenhum abastecimento, água, cola, eletrólitos, fruta, água, os chuveiros…
Escrevia como resposta a um amigo, “a superação do ser humano aumenta-lhe a sapiência, sobretudo porque nos refina os medOs”. Depois disto a minha diabetes ficou metade de ferro, sempre comi a cereja! Define objetivos por pequenos que sejam, esse é o primeiro passo para aprender mais.
Desporto bom,
casf

Sem comentários:

Enviar um comentário