Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

VI Maratona BTT Alcains - Gardunha


Boas pedaladas,

Como me conheço relativamente bem, posso dizer que nesta maratona estive em GRANDE!

Aos 63mg/dL do jejum (às 7:37h), neste Domingo baixei mais 2 unidades ao que costumo reduzir, foram dois pães com marmelada, umas bolachas (um pouco mais de açúcar que no ultimo fim de semana)...

Já assisti a maiores audiências nesta maratona mas mesmo assim estivemos mais de 200 atletas, espanhóis incluídos.


O grafismo do trajeto agradava-me e o percurso conhecia-o bastante bem, pelo menos parte dele, muito explorado nas aventuras do meu tempo de escoteiro, pela serra da Gardunha.


Muito rolante até à vila da Soalheira, e logo mais há frente no Louriçal do Campo com várias passagens de estrada e os residentes a acompanhar a caravana, apelando às subidas que se avizinhavam. Entramos pela Serra da Gardunha ao lado da Piscina a caminho da antiga Colonia de Férias de média altitude, em tempos, o “meu” local de acampamento base, nas férias da Pascoa, ano após ano de escotismo.

Chegamos à 1ª Zona de Abastecimento (às 10:09h), ao lado da casa do “Barata Feio” - apelidávamos nós no escotismo - uns 150 metros acima da Colónia de Férias. As gentes de Alcains já no levantar dos dorsais nos estavam a alimentar e aqui haviam uns borrachões (se fossem só estes bolos!!!) de não se querer sair mais dali. Muito bons, me confesso!


Medi 158mg/dL, banana, 2 bolos secos, laranja, barras ao bolso e toca a subir em direção as casas do guarda, antes da 2ª casa descemos e voltando a subir pelo outro lado com mais ingremidade volto a apanhar os meus amigos, Dário e Zé Luís, chegando às antenas no meio de umas nuvens a 1200 metros de altitude, que me fizeram arrepender dos manguitos que deixei no carro. Sauí o GEL VITARGO uma barra e coloquei um pouco mais de mistura SPONSER e respectiva H2O!

Por esse lado desconhecia tudo, as primeiras descidas, com a moda dos “Rock Gardens” achei melhor descer à mão a maior parte, uma ou várias quedas e nas rochas, tenho a certeza, dão cabo do corpo! Tive tempo de tirar uma foto que parecia estar à altura de umas torres eólicas, admirado fiquei convencido da altura quando vi lá bem em baixo, os bombeiros e a Protecção Civil. Sendo em “Land Garden” arrisquei e dei-me bem. Os trilhos que se sucederam foram fabulosos a uma velocidade estonteante pois eram a descer até São vicente da Beira.


2ª ZA a missa decorria mesmo ao lado. O Dário perguntou pelos borrachões mas já não havia… ou melhor, não tinham! Um ou outro bolo seco, fruta, repus com água parte do bidon, o sol já não apertava. De lá e pelo GPS do Dário faltavam 28km para o final em piso praticamente plano, rolante e com eles a velocidade seria superior à que eu imporia se fosse sozinho.

Assim foi em direcção a Cafede, para mim novamente em trilhos desconhecidos e surpreendentes na sua beleza - a explorar futuramente. Na chegada e antes do banho tinha 107mg/dL (às 14:31h). Com a primeira medição fui controlando, pelos sintomas que sinto e o conhecimento… que tenho da minha diabetes. Em cada paragem ingeri os HC que supostamente poderia “queimar”. Na meta tinha o meu STAFF...


Refiro como ALERTA, esse conhecimento, por vezes é aparente, tem vezes que não resulta assim nesse aparente conhecimento e a hipo surpreende-nos, sozinho e sem “combustível” podemos parar e o final pode não correr assim tão bem!

Calorias consumidas 3827
Duração 05:23:01h
AVG 140 bpm
Posição N.38


Pedaladas boas,
Carlos Alberto Santos Farinha


English


Good cycling,

As I know me fairly well, I can say this marathon went GREAT!

My 63mg/dL at fast (7:37am), last Sunday, April 22nd, I reduced two more units that usually do, were two breads with marmalade, some cookies (a little more sugar that last weekend)...

I’ve watched this marathon with largest audiences yet were more than 200 athletes, including from Spain.


I like this track chart and some of them I knew quite well, very explored in my Boy Scout adventures, in Gardunha Mountain.

Very fast till Soalheira village, and then Louriçal do Campo with several road passages and residents following the caravan, chatting about the surrounded climbs. We entered to Gardunha Mountain right beside the Pool on the way to middle altitude Vacations Colonia, on time, "my" camp site, on Easter holidays, year after year of Boy Scouts.

We got to 1st Supply Zone (10:09am), next to “Barata Feio” house - nicknamed by us on that time - 150 feet above the Colonia. Alcains served us a little breakfast in dorsal stand and here we had “borrachões” (typical dry cakes) that incite to not going over there. Very goods, I confess!


158mg/dL, banana, cakes, ¼ oranges, bar ends to the pocket and go climbing, directions to the old Guard Houses, before the 2nd house we descend, climbing from other side, with much more tendency I get back to my friends, Dário and Zé Luís arriving the antennas in the middle of a few clouds at 1200 meters of altitude, which made me regret, left my cuffs in the car. I get my VITARGO GEL a cereal bar and put a little more SPONSER mixing and H2O!


For that side I did not know anything, the firsts descents, with the fashion of "Rock Gardens", I thought the best was to hand down most of them, one or more falls and the rocks, I am sure it hurt anybody! I had time to take a photo which appeared on the height of power several wind power towers ahead, I was convinced when I saw down, the fire-fighters and civil protection. Because the downhill was in "Land Garden" I take the risked and I was seceded. The followed tracks were really magnificent, almost were going down till São Vicente da Beira.


2nd SZ was a mass nearby. Dário asked for "borrachões" but there wasn't anymore... Or, they didn't have! So, dry cakes, fruit, I fill my water bottle with water, the sun wasn't so strong. From there, on Dário GPS, was 28km to the end, virtually on smooth tracks, very rolling, with them, on a speed, higher than I would impose if I was alone.


So it was, for me, on unknown tracks and beauty surprising - to explore in the future. On arrival, before bath I had 107mg/dL (14:31pm). With the first measurement I was controlled by the symptoms that I felt and the knowledge I have of my diabetes. At each stop I ingesting on amount of HC that I supposedly could "burn".

I refer as ALERT, this knowledge, sometimes is apparent, there are times it isn't so clear and a hypo could surprises us, alone and without "fuel" we can stop and the end, cannot run so well!

3827 burned calories
Duration 05:23:01h
AVG 140 bpm
Position n.38


Cycling good,
casf

Sem comentários:

Enviar um comentário