Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

IV Encontro Canyon Owners Club 25/09/2010







Boas pedaladas,

Acusei um tempo de repouso, algo exagerado, já não estava habituado ao “ritmo”.
Passo a explicar;

Acordei com 96 mg/dL de glicemia, coloquei menos unidades que num dia dito “normal”. O pequeno-almoço foi de um copo de sumo sem adição de açúcar (dos concentrados), leite com chocolate em pó e duas torradas com geleia (açucarada).

Saímos já depois das 9 h com um frio de Outono depois de o Verão acabar, assim para o género; de manhã está frio, mas logo vai aquecer!

O andamento era de esperar uns pelos outros, não éramos muitos, mas ninguém acelerava para deixar os outros para traz e passados uns 15 km de passeio acusei um chichi, do género, não aguento mais, tenho de parar, o meu açúcar (no sangue) está alto! Uns amigos esperaram por mim, os três aceleramos o ritmo, foi a única vez, no passeio, que andei a uma velocidade mais alta.

Passados mais uns 10 km apareceu a “pré-hipo” (sintomas; as mão algo dormidas e alguma fome à mistura), sabendo que estávamos perto do chafariz dos Escalos de Baixo (abastecimento) devorei uma barra de cereais com chocolate.

Chegados ao local as senhoras da logística tinham um petisco de coisas boas, pela ordem em que as degluti; broas de mel, ¼ de laranja, bananas, borrachões, água do chafariz e de garrafa, admito, fui repetente algumas vezes...

O descanso foi longo, falamos de tudo e com todos, “apareceu” um workshop de como remendar um furo que alguém não sabia que tinha feito num trilho antes de chegar, eu, ainda fiz uns remates à baliza com um guardião de 8 ou 9 anos!

As iguarias estavam a pedir para serem comidas, foi o que fizemos, estando a barriga pesada e o tempo de espera longo fez-nos arrancar a custo, mas chegamos, alguém nos lembrou; eh pá já estamos nisto há mais de 4 horas!!!

Depois do banho e chegado ao local da degustação a hipo atacou-me de GRANDE, suores frios que me molharam a t-shirt toda, alguma confusão no raciocínio, umas olheiras mórbidas, vulgares em qualquer hipo. Com isto tive de começar por uma sobremesa mas a dor de cabeça que permaneceu depois de uma hora de confraternização, com todos, há muito que não tinha uma.

Como já foi dito por mim, várias vezes, o que adopto no tratamento da minha diabetes vem do conhecimento de vários anos, NÃO É PARA SER SEGUIDO COMO UMA RECEITA PARA TODOS.

Quando disse não estar habituado ao ritmo, quero dizer que por mais “receitas” que tente implementar quando ando de bike, estas nem sempre batem certo, é preciso estar atento a todos os pormenores...


Pedaladas boas,
Carlos

Sem comentários:

Enviar um comentário