Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

PT Open XCR 24H Castelo Branco















Boas pedaladas,

A blue O esteve em grande, bem representada e a "arma secreta", apanágio de qualquer equipa que se preze, esteve melhor que o "progenitor".

Do previsto solo inicial, passou a dupla; um diabético e um filho de 12 anos.

O "jobim" de 12 anos treina 5 dias por semana natação competitiva, o diabético treina umas horas ao fim-de-semana e é quando "treina". Em casa isto prometia....

6 horas a pedalar na bike, sempre são 6 horas, apesar de 2 voltas à vez…

Como mais velho comecei às 12h e bem, no entanto com o açúcar alto, 234 mg/dL. Depois de 2 voltas e uma paragem para descanso à terceira volta as cãibras apareceram, como é normal, os amigos perguntaram se estava tudo bem, já eu esticava e encolhia as pernas.

Quando parei à quarta volta coloquei 3 unidades de insulina rápida e à sexta volta a hipo apareceu. Cheguei a custo já o António acusava algum cansaço sem nunca dar parte fraca.

A hipo passou com barras, uma fatia de bolo, água, uma banana e antes de entrar ainda dei um “beijo” num quarto de laranja.

Nas 6 horas presentes em campo o mais pequeno socializava até lhe ser imposto um recolher obrigatório e sem termos de condição para não obedecer, só assim todos nós descansámos, até os bikers que o viram no meio da pista!!! Antes, pela labia do proprio foi procurar e buscar um dorsal igual aos tantos que ele via passar.

O jobim “observado” pela equipa Mais Corpo / Personalimpa BTT Team já perto das 6 horas passaram-lhe a “mão plo pêlo”, e que bela massagem, o rapaz habituado à natação foram as costas que acusaram bastante as “marteladas” do terreno, tendo ficando apto para uma volta canhão, não fosse eu passar na meta e ele vir a descer para entrar ainda o aroma da loção lhe estava nos poros…


Tentar explicar a uma criança de 12 anos que participa na época de natação do Interior Centro onde nos seus 5 treinos por semana lhe é imposto atingir objectivos, alcança-los e ultrapassa-los, ganhando, é difícil dizer que se ganha mesmo ficando em último.

Já eu ganho sempre, participo com a minha diabetes e dou-lhe luta, mas desta vez foi mesmo até ao fim, pois não sendo o incentivo dele que foi à minha procura para me dizer que estava à distancia do meu amigo Pedro Roxo de ficarmos em terceiro e como ele dizia à mãe; de ganhar-mos uma medalha!!! Não teríamos ficado a segundos da medalha mas sim a algo mais.


Pedaladas boas,
casf
PS - Obrigado à Joaninha e ao Paulo Alves, pelas fotos.

blue O powered by
canyon.com
rotapro.pt

2 comentários:

  1. Muitos parabéns!

    Ainda bem que vejo diabéticos em movimento! É importantíssimo para a diabetes existir exercício físico.

    Também sou diabético, tipo 1, à 7 anos (tenho actualmente 26 anos) e costumo praticar exercício físico (ginásio, aulas em grupo, corridas na praia, etc...).
    Sei como é complicado, por vezes, conjugar os níveis de açúcar com o exercício físico (principalmente após o exercício...).

    No entanto vejo-te como um exemplo para outros diabéticos, perceberem que não devem ficar parados e não devem ter medo de fazer exercício. O que é preciso é saber controlar, fazer várias medições e ter sempre comida à mão :D

    Posso só fazer um reparo? Não sei que tipo de insulina usas (normalmente é sempre uma conjugação entre a lenta e a rápida) mas numa prova destas, acho que só deverias ter tomado a lenta... por vezes é preferível ficar com a glicémia um pouco mais elevada do que vir a sofrer uma hipo e depois não termos ninguém para nos auxiliar. Atenção, não é querer intrometer-me na tua medicação... mas acho que devemos sempre ouvir as opiniões dos outros ;)

    Mais uma vez, muitos parabéns :D

    ResponderEliminar
  2. Boas pedaladas Hugo,

    Concordo quando dizes; "é sempre bom ouvir outras opiniões", assim aprendemos mais!

    O reparo que referes é controlado logo no ínicio do dia de uma prova, passeio ou treino. Meço para saber o que comer e quantas unidades "dar", a primeira toma é de insulina mista, por regra é sempre inferior a um dia, dito, normal, com esse objectivo, evitar a hipo.

    O que me acontece ao corpo é que com algum açucar a mais as cãimbras "tocam à campainha para entrar" e lá estou eu a parar para me esticar, isso sim, há sempre alguém que passa e questiona se tudo está bem!


    Pedaladas boas,
    casf

    ResponderEliminar