Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

blue O Rider, Reginaldo Ferreira na Maratona de Aveiro

Boas pedaladas,

O nosso blue O Rider Reginaldo Ferreira, de Aveiro vem mostrar como se faz 57Km.

Uma semana passada da 4ª Maratona BTT de Aveiro cá estou eu a contar as aventuras do blue O Rider cá do sítio.

Com todo o equipamento preparado desde a véspera, o dia começou calmo e a máquina das glicemias a acusar um valor de 135mg/dL, pequeno-almoço de iogurte e pão com queijo e um café e a habitual doze de insulina, depois de equipado a rigor e todo o material arrumado dentro da viatura fiz-me á estrada onde pelo caminho apanhei o Luis Sousa, colega de várias aventuras. Chegados ao Estádio Municipal de Aveiro foi tempo de nos juntarmos ao resto do grupo que por proximidade da casa quase todos apareceram já em fase de aquecimento ficando este domingo o carro a descansar.


A entrada para o controlo zero foi efectuado já um pouco tarde o que fez com que ficássemos posicionados lá para o meio do grupo que estava bem composto com 632 inscritos á partida para a meia maratona de 57km bem medidos.

O percurso rolante e com muito pó (habitual nesta época do ano) fez com que o fizesse em ritmo calmo e consistente, sempre na roda do Luis ou ele na minha. Aos 14 km apareceu o primeiro reabastecimento de água onde juntei uma barra energética, aos 34 km tratei a diabetes com laranja, banana e uma maça. A seguir vieram uns single track muito bonitos a ladear o Rio Vouga com algumas ratoeiras no meio que fez os mais distraídos e menos habituados a irem provar o pó directamente da terra.


Devido a uma constipação com mais de 15 dias que teima em não me abandonar, a insuflação do preciso ar foi sempre difícil principalmente quando devido ao pó não se podia abrir muito a boca. Este handicap, fez com que os últimos 5 km (efectuados contra o vento e pó) fossem feitos com muito esforço e no limite das minhas forças.

Já com a meta á vista as forças foram-se e não fossem as palavras de incentivo do Luis Sousa acho que tinha “morrido na praia” mas mesmo assim lá me fiquei pelo 359º lugar com o tempo oficial de 3:01:04 entre os 542 que cruzaram a meta.


Com este esforço todo, a glicemia acusava um valor de 62mg/dL que fez com que o reabastecimento na meta fosse muito bem-vindo onde umas frutas e um bom copo de bebida energética não colocassem o valor em níveis aceitáveis, e o meu relógio acusava 163bpm de média e umas boas 2827cal consumidas.

Agora está aí o verão e é tempo de aproveitar o sol e só fazer uns passeios para manter a forma.

Boas pedaladas
Reginaldo

Sem comentários:

Enviar um comentário