Translate

My MTB has DIABETES

Diabetes is something that cycling with me since 21 years ago, I’m 41. The blue O Project regarding the disclosure of diabetes disease associated with the practice of MTB, talking, discussing and to clarifying some aspects, from who has to deal with these two situations simultaneously.

A Serra e o pastel de nata

Boas pedaladas,

Ponto de encontro marcado para as 08:00h na Devesa, centro da cidade de Castelo Branco com a seguinte representação; Maia, Rui, Luis, Dário, Agnelo, João, o Sr Cabaço, que conheci no dia, mais eu fazíamos 8.

Com este grupo nunca sei bem o percurso que vou fazer, mas uma coisa é certa, o sucesso e o prazer de quem gosta de pedalar é sempre garantido. Ando quase "sempre perdido" reconhecendo, por vezes, um ou outro cominho de "etapas" anteriores e este Domingo repetiu-se. Quem não tem GPS…

Passamos pelo Salgueiro do Campo em que reconheci o campo de futebol de um evento num ano da outra decada, pequeno mas sensacional organizado pelo amigo Norberto. Não tínhamos metade do percurso feito e já me perdia num cruzamento que precedia um declive acentuado, em que o intuito seria fotografar alguns em plena descida, mas a foto saiu assim, "a descida"!


Já com o João e o Sr. Cabaço, que vieram em minha procura, retomamos parte do grupo. Pela minha experiência, ou falta, o pouco treino, o pneu mal cheio ou meio vazio... Quase "beijei" uma vedação do caminho. Diz quem vinha atrás e digo eu, actor principal da acção, que estive a ponto de me "embrulhar" numa cena bastante romântica, o beijo que referi é um eufemismo do que esteve para acontecer. Tenho a canela da perna esquerda que contracenou e agora me pede "parte do orçamento"!

Com tudo isto e ainda só tínhamos percorridos 25km (dos 64km), já tinha começado com os meus "pacotes de açúcar", qualquer coisa que comesse assim o apelidavam! Se ao pequeno-almoço reduzi as unidades de insulina, medi 174 mg/dL de glicemia onde juntei uma fatia de bolo, antes da subida do dia já tinha um gel VITALGO no estômago, sim porque a Serra era a de São Brás em que o cascalho considerável, dificultava e agravava ainda mais a consideravél falta de treino… Melhor assim, a pé, aquela vista vislumbra-se com mais reflexão. Haja pernas!!!



Pelo meio de um trilho ficou estabelecida a "perceria" entre o BTTHAL (entre os Enfermeiros João Valente e Fernando Micaelo), ficou combinado que por cada vez que pedalarem com o jersey blue O enviam a crónica do seu blog.

Este ano vai ser o evidênciar do Projecto blue O, com a AJUDA de TODOS. OBRIGADO desde já.

Na pausa do café no Ninho do Açor, fiz uma operação que não realizava há já bastante tempo, bebi um café com açucar, estava necessitado disso, achei extranho o facto de o pacote, parecer não ter fim, involuntáriamente parei a meio, fiz mal!!! Acompanhei com outra fatia de bolo, embrudada em prata, que aqueceu nas minhas costas, nos trilhos até aí percorridos.


Reconfortados saímos em direção ao Freixial do Campo, acusavam um cansaço notório as minhas pernas, com uma sensação de hipo permanente, aquela que cada diabetico persente pelo conhecimento dos sintomas de uma doença que é com uma sombra - sempre lá - tornando cada subidinha "DFICIL", OBRIGADO Luís, por ficares para trás.

Se eu proporcionei dois episodios durante o passeio, e pela regra; não há duas sem três, a terceira foi uma queda em que os nossos amigos Dário e Luís caíram aparatosamente, mais o 1º que viu concluida a vida util do seu capacete!!! As frases reconfortantes surgem de imediato, "curtas e gossas": "Cumpriu o seu dever", "arranjaste maneira de o trocar", "se partiu transmitiu a força do impacto para o mesmo e não para a tua cabeça"... Ele há frases!!!

Isto tudo originado pelos estensores no guiador e os arames atravessados nos caminhos!!! Os das vedações, SIM!!!

Chegamos às "avenidas novas" de Castelo Branco à minha média de 16.4 km/h com direito a um brinde na pastelaria do Montalvão, se bem que eu agarrei-me a um pastel de nata pois a glicémia batia nos 51 mg/dL depois de pedalar 3:57:20h.

Pedaladas boas,
casf

English

Good rides,

Meeting point scheduled for 8:00pm at Devesa, Castelo Branco city center, with the following representation; Maia, Rui Luís, Dário, Mr. Cabaço, João, Agnelo, and I.

With this group I never know what route I'm going to do, but one thing is certain, success and pleasure of those who like to cycle is always guaranteed. Almost the time I'm "always lost" recognizing, sometimes, one or other tracks, this past Sunday I repeated. Who doesn't have GPS...

We reach to Salgueiro do Campo, I knew the football field from another event, small but sensational, organized by my friend Norberto. We weren't halfway done and I have lost on a cross that preceded a downhill, where the intention would be to "shoot" some in full decline, but the photo came out like "the descent"!



Already with Mr. Cabaço and João, who came searching me, we return the group. Whit my experience or lack of, the miss training, the tire not well filled or half empty... I almost "kissed" a fencing. Says who came back and I, the main actor of the action, I was about to "wrap" a very romantic scene, when I said "kissed" was an understatement of what was to happen. My left shin who participated on the scene, now is asking me "part of the budget!"

All this with 25km traveled (from 64km), I had already started eating my "sugar packets", everything I eat they put that nicknamed! At breakfast I reduced the normal insulin units, measuring 174 mg/dL of glucose, joined a piece of cake. Before the day up hill I had a VITALGO gel into my stomach, most of because it was São Brás Sierra where the considerable gravel difficult and aggravates the lack of training ... I walk, that way we have a better view. Extra legs are needed for!!!


 
On the middle of a track was established the partnership between BTTHAL (among Fernando Micaelo e João Valente nurses), it was agreed that for every time they cycling with the blue O jersey they send his chronicle from the blog.


This year will be the evidence of blue O Project, with the help of all. Thanks in advance.

In the coffee break in Ninho do Açor Village, I did something not performed for quite some time, I drank coffee with sugar, I was needed, but at the same time I found strange the fact that the package seem to haven’t end, involuntarily I stopped in the middle, I did wrong!

I followed with another slice of cake, which were warmed on my back, due to the tracks so far traveled.

Towards we when now direction Freixial do Campo Village, my legs accused some tiredness with a remarkable sensation of permanent hypoglycemic, that each diabetic fell by the knowledge symptoms of a disease that is like a shadow - always there - becoming little up with suffered, THANK YOU Luís, for staying behind.


 
If I provide two episodes during this ride, by the rule; there aren´t two without three. Third one was a fall with Dário and Luís, more fellted for Dário that saw completed the useful life of your helmet! Some comforting phrases appear immediately, "short and thick; "it done his job", "you find the way to change it", "if it broke the impact force was transmitted to him and not to your neck"...

All this originated by the hand bars and some wires crossed in the ways! From the fencing’s.

We arrived at Castelo Branco, my average was 16.4km/h, with a toast in Montalvão Bakery, I toke a “pastel de nata” - Portuguese cake – due my blood glucose, 51 mg/dL after cycling 3:57:20h.

Rides good,
casf

Sem comentários:

Enviar um comentário